Relação entre diabetes e periodontite será abordada no Simpósio Colgate

8 12 2009

Com alta prevalência na população mundial, a diabetes mellitus e a periodontite são doenças que apresentam alguns aspectos comuns em relação ao quadro inflamatório. A inter-relação entre essas doenças será debatida na palestra “Diagnóstico, tratamento periodontal e implante em pacientes diabéticos” (SIC-004), realizada no Simpósio Colgate a partir das 9 horas de 03 de fevereiro.

Entre outros aspectos, a palestra vai mostrar como uma doença sistêmica (diabetes) pode predispor e exacerbar uma infecção oral (periodontite) e como uma infecção oral pode dificultar o controle de uma condição sistêmica. Além disso, serão abordados os cuidados que os especialistas devem ter na utilização de implantes osteointegrados em pacientes diabéticos.

A apresentação ficará a cargo do professor Arthur Belém Novaes Junior,  titular de Periodontia e coordenador do Curso de Pós-Graduação nesta especialidade da Faculdade de Odontologia da USP, campus Riberão Preto,  e do professor Giuseppe Alexandre Romito, do Departamento de Estomatologia da USP e coordenador do Curso de Graduação e do Programa de atualização profissional em Periodontia da Faculdade de Odontologia da USP.





A importância da higiene bucal em pessoas com comprometimento neurológico

4 11 2009

O papel estratégico dos técnicos em saúde bucal na higiene de pacientes com comprometimento neurológico é tema de um curso (THD-007), a ser ministrado, em 02 de fevereiro, às 16 horas, pela cirurgiã dentista Fabiana Zuchetto Satírio, mestre em Periodontia e Ortodontia pela São Leopoldo Mandic.

Ao falar sobre a interação entre cavidade bucal e as doenças sistêmicas, a conferencista ressaltará como esses profissionais podem ajudar no processo de escovação de pacientes acometidos por acidente vascular encefálico (AVE), Mal de Alzheimer e outras doenças degenerativas que afetam o sistema motor. A falta de higiene piora o quadro bucal que, por sua vez, pode acentuar doenças pré-existentes, como diabetes e problemas pulmonares, formando um círculo vicioso.

O técnico em saúde bucal pode trabalhar tanto em hospitais como em clínicas, sempre sob a supervisão de um cirurgião dentista. Entre suas atribuições estão a escovação, a aplicação de flúor, a raspagem supergengival e o diagnóstico de cárie. Este profissional pode ainda ensinar uma técnica de escovação adequada a um paciente com problemas motores nos membros superiores. A regulamentação da profissão de técnico em saúde bucal recebeu a sanção presidencial em dezembro de 2008.





Terapias alternativas para doenças periodontais

4 11 2009

Tradicionalmente, as doenças periodontais vêm sendo tratadas por meio de raspagem dental para a remoção total da placa bacteriana e do cálculo dental. Embora este método tenha se mostrado eficiente ao longo dos anos, a possibilidade de recontaminação por bactérias e a extensa remoção de tecido dental saudável podem interferir negativamente nos resultados obtidos com esta terapia se usada da forma convencional. Na palestra “Full mouth desinfection” (SIT-001), o professor da Unicamp Marcio Zaffalon Casati vai abordar às 12 horas de 1o de fevereiro terapias alternativas que apresentam bons resultados clínicos e demandam menos tempo de tratamento, além de menor remoção das estruturas dentais que a terapia convencional.

“Neste seminário vamos falar sobre estas terapias alternativas e os resultados obtidos com elas, que podem representar uma nova perspectiva de tratamento para as doenças periodontais”, diz o especialista, que é chefe do Departamento de Prótese e Peridontia da Unicamp.





Saúde bucal x saúde sistêmica

3 11 2009

Nos últimos anos, um número significativo de publicações científicas tem mostrado como as infecções bucais podem comprometer a saúde e o bem-estar físico e emocional das pessoas. Durante o Simpósio Colgate, marcado para 31 de janeiro, às 9 horas, o painel (SIC-001) “Medicina periodontal: as doenças periodontais e suas manifestações sistêmicas” vai mostrar por quê as pessoas não podem dissociar saúde da boca da saúde sistêmica.

No evento, o cardiologista Bruno Caramelli, professor-associado do INCOR/FMUSP, levantará a questão sob o aspecto médico. Caberá ao professor Eduardo Saba-Chujfi, doutor e mestre de Periodontia pela Universidade de São Paulo (FOU/SP), fazer uma análise sob o ponto de vista periodontal.





Correção do sorriso

29 10 2009

A Periodontia tem recebido um grande aumento de demanda estética, principalmente quando assunto é a correção do sorriso. Na palestra “Tratamento de Correção e Redução do Sorriso Gengival”, marcada para as 16 horas de 1o de fevereiro, o professor Eduardo Saba-Chujfi, Doutor e Mestre de Periodontia pela Universidade de São Paulo (FOU/SP), vai ensinar passo-a-passo algumas das técnicas mais utilizadas nos tratamento cirúrgicos plásticos periodontais, apresentando novos fundamentos para a realização desse tipo de cirurgia.

“Pretendemos conscientizar os participantes sobre o atual paradigma etiológico e terapêutico das doenças periodontais e periimplantares, frente a um status clínico”, explica Saba-Chujfi.








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.